Lagoa Merín

A Lagoa Merín está unida pelo rio San Gonzalo e a Lagoa dos Patos (Brasil) pela qual tem saída ao mar. Sua bacia é de uns 62.250 km2, pertencendo 33.000 ao Uruguai; suas margens são geralmente baixas e suas águas são utilizadas para inundar cultivos de arroz em suas proximidades.

Apesar de seu nome significar precisamente ¨pequena¨, derivado do vocábulo tupí- guaraní "MI´RI", é um espelho de água de aproximadamente 4.500 km2, com mais de 120 km de costas somente no Uruguai. Com uma altura total de aproximadamente 200 km e uma largura média de 35km, a Lagoa Merín é uma das maiores  reservas de água doce do mundo e um tesouro ecológico que todos deveríamos conhecer e cuidar. 

Turismo, esportes e praia

A Lagoa Merín é também possuidora de um enorme potencial turístico e esportivo. Quase toda sua costa está constituída por praias de areias limpas, e de pouca profundidade, o que cria condições ideais para a diversão da família nos meses de verão. Os amantes da pesca esportiva encontram-se com uma grande variedade de peixes de bom tamanho, os que se destacam são os pejerreyes no inverno, os pintados em grandes cardumes a partir de setembro, a tararira no verão e vários tipos de bagre durante todo o ano. 

As extensas praias, somadas aos montes naturais e a centenas de quilômetros quadrados de impenetráveis banhados e zonas úmidas que a rodeiam, criam o âmbito propício para a vida de muitíssimos animais silvestres e onde convivem  centenas de tipos de aves que fariam as delícias de qualquer ornitólogo e aficionado ao ecoturismo. 

A lagoa é sumamente propícia para os esportes aquáticos, em especial aos relacionados com a vela, já que o vento é constante quase todos os dias do ano. 



Zona de camping en la Laguna Merín
Zona de camping en la Laguna Merín